Diálogo – Uma poderosa ferramenta do líder.

  1. 4

 

Onde existem pessoas, existe a possibilidade de conflito. Se esta é uma verdade provada e comprovada nos mais variados ambientes – em casa, na escola, no trabalho e, até, num grupo de amigos –, por que insistir em colocar panos quentes, em fingir que nada acontece?

Tensão e conflitos fazem parte da convivência humana. Nascem das diferentes expectativas, sentimentos, do jeito pessoal e único de interpretar o que vemos e ouvimos.

Partindo do pressuposto de que são inevitáveis, como lidar com eles para que não se transformem em “guerras” excludentes e devastadoras? Por que não aprender a tratar as situações conflituosas de maneira clara e produtiva, especialmente no mundo corporativo, onde esse caldeirão de pensamentos, sentimentos e ambições ganha temperos especiais?

Quem vive e estuda o ambiente das grandes organizações pode atestar o que tudo isso significa na prática. Segundo a revista Exame, 35% das empresas admitem que gastam cinco horas de trabalho por semana em conflitos – o que representa uma perda de 12% de produtividade. Mais: de acordo com a revista Você S/A, 87% das grandes organizações abrem mão de profissionais competentes por questões comportamentais.

A questão não é evitar o conflito, mas desenvolver habilidades para lidar com ele. Até porque a ausência de divergências, a formação de equipes que concordam em tudo traz a mesmice, a previsibilidade, o controle. E o melhor caminho é trabalhar as diferenças para tirar delas o melhor proveito em inovação.

Para isso é essencial exercitar o diálogo em seu verdadeiro conceito: a troca de ideias em que não há vencedor e vencido, em que não se espera o convencimento do outro, mas sim a sua compreensão.

Diferentemente de outras culturas, o jeito de ser do brasileiro é avesso ao conflito, tende ao “deixa disso”, o que às vezes mais atrapalha do que ajuda nos relacionamentos.

Como os conflitos têm origem nas pessoas, é nelas também que estão as competências para aprender a conviver com o diverso, a serviço de objetivos que vão além da individualidade e das expectativas pessoais.

Isso só é possível com mudanças que surgem de dentro para fora, o que, por vezes, demanda suporte de uma equipe especializada em mediação de diálogos e conflitos, que agregue ferramentas que ajudem a transformar situações de tensão em acordos e soluções. É o que faz a Litterale Consultoria. Quer saber mais? Entre em contato conosco

Para sua reflexão:

  • Como você tem lidado com situações de tensão na tomada de decisão em seu ambiente de trabalho?
  • Onde você percebe que tem mais habilidade de negociação e de persuasão?
  • Observe e liste quais são as habilidades e competências que você coloca em prática quando em negociação?
  • Como você tem desenvolvido seu time neste assunto?
  • Se tiver dúvidas, questionamentos ou comentários em relação a este tema, escreva-nos.

 

#mediação

#conflitos

#negociação

#diálogos

#conversasdificeis

#dialogosdificeis

#coaching

#Litteraleconsultoria

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *