Cuidado com a escalada do conflito: técnicas para equipes de alta performance

5-1

A chegada de um novo gestor, a adoção de novos modelos de governança, de normas internacionais ou de controles mais rígidos de processos. Quem vive no mundo corporativo certamente já experimentou mudanças que geram tensão e desconfiança, tiram o sono e consomem nossa energia.

Como trabalhar com essas situações e dialogar em momentos difíceis, que pedem lucidez em meio à confusão?

O professor da Universidade de Salzburgo, na Áustria, e PhD em mediação de conflitos, Friedrich Glasl, mostra, no simples desenho de uma escada, como se dá a “escalada do conflito”, quais os “degraus” que, se nada for feito, levam os envolvidos, juntos, para o “abismo”.

Tudo começa com uma divergência de opiniões, com o pensar diferente, algo intrínseco à natureza humana. A descida do primeiro degrau é feita com o endurecimento do ponto de vista, com aquela “certeza” de que a razão está com a gente, quem está “errado” é o outro (vide quadro abaixo).

O passo seguinte é deflagrar o debate, estabelecer a polêmica. É quando as emoções afloram e já se pensa no que se deve fazer para “vencer” o adversário. A escada é mais longa, outros degraus estão à frente para aprofundar as divergências e promover um estrago nos relacionamentos.

Mas o pensar diferente está longe de ser a origem do conflito. O problema começa na forma dura, enrijecida que adotamos para lidar com essas diferenças.

É aí que entram as técnicas e ferramentas para conduzir conversas entre pessoas que divergem, sinalizando que o caminho tem volta, que é possível subir a escada e se afastar do “abismo”.

São práticas de negociação e de mediação que ajudam a evitar que as diferenças evoluam para o atrito e se transformem em conflitos, afetando o ritmo das atividades, contaminando pessoas e resultados. O exercício dessas técnicas vem ganhando uma importância estratégica, colaborando para restabelecer um ambiente de trabalho mais produtivo.

Este é um dos temas que trabalhamos no nosso programa fechado para organizações chamado de Negociação e Diálogos Difíceis. A Litterale conduz este tema há mais de 25 anos, sempre aprimorando e trazendo inovações. É voltado às pessoas que vivem os vários dilemas do mundo empresarial e precisam aprender a lidar com eles de maneira objetiva e construtiva.

5-2

Para suas reflexões:

  • Como você tem lidado com situações de tensão de maneira que não sigam em direção ao “abismo”?
  • Liste situações que você considere que são difíceis para a condução de diálogos e acordos na sua vida profissional e nos encaminhe. Vamos escrever artigos que possam ser direcionados para a sua demanda.
  • Como você tem desenvolvido seu time neste assunto?
  • Deixe seus comentários, perguntas e sugestões.

#dialogos

#diálogosdificeis

#conversasdificeis

#conflito

#mediação

#litteraleconsultoria

#coaching

#coachingdeconflito

 

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *